Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



cria2

Tenho uma sensação esquisita de que o Covid-19 é bom. Os malucos da economia já não aceleram. Bem carregam no pedal do gás mas os negócios não saem do sítio. É bom. Como bom português mas um bocado do avesso, a ver a coisa do outro lado, tenho cá um palpite que é bom. Não se vendem tantas casas como se vendia. Porreiro! Os esfomeados da propriedade têm algum tempo para pensar. Para os bancos a coisa está negra, como nunca deixou de estar, e querem salvar o seu desespero espalhando-o pelos clientes sob a forma de créditos. Rebenta a bolha financeira, uma ameaça já no ar antes do Covid, acabam em muitos casos por ficar com o imóvel, a entrada, as prestações, o diabo a quatro. Um negócio da china e eles sabem o que estavam a fazer às pessoas.

O Covid é bom porque arrefeceu o stress de casino financeiro que tinha tomado conta de toda a sociedade. A voragem de lucro, dinheiro, propriedade, sucessos, méritos, talentos, criatividades, tudo ideias adulteradas, manipuladas, desviadas do seu sentido profundo, transformou muitos membros da sociedade, gente séria e honesta, em verdadeiros zombies. Parar faz bem porque permite reconsiderar, tomar ar fresco, reflectir sobre a vida que se leva e a vida que se deseja.

De um momento para o outro um vírus revela-nos as nossas fraquezas. A força da saúde, da sociedade, da componente social, da educação, da cultura, da civilização, foi desprezada e enfraquecida. O ego, o indíviduo, o privado, a vaidade, a aparência, estavam sobrevalorizados. A agressividade fanfarrona murchou, deixou entrever o medo. É desagradável dizer isto mas tenho a sensação esquisita de que o Covid veio acertar o relógio de muitas vidas.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D